segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Se eu fosse um livro...(teste)



Passeava por um dos cantinhos que costumo visitar e me deparei com o seguinte teste:

Se você fosse um livro nacional, qual seria? Um best-seller ultrapopular ou um relato intimista? Faça o teste e descubra:

Garanto que vale à pena conferir, realizei o teste mais de uma vez, em algumas escolhendo uma outra opção de resposta, quando fiquei em dúvida sobre qual resposta escolher nas alternativas e o resultado foi o mesmo...

Se eu fosse um livro seria...

"A paixão segundo GH", de Clarice Lispector

Você é daqueles sujeitos profundos. Não que se acham profundos – profundos mesmo. Devido às maquinações constantes da sua cabecinha, ao longo do tempo você acumulou milhões de questionamentos. Hoje, em segundos, você é capaz de reconsiderar toda a sua existência. A visão de um objeto ou uma fala inocente de alguém às vezes desencadeia viagens dilacerantes aos cantos mais obscuros de sua alma. Em geral, essa tendência introspectiva não faz de você uma pessoa fácil de conviver. Aliás, você desperta até medo em algumas pessoas. Outras simplesmente não o conseguem entender. Assim é também "A paixão segundo GH", obra-prima de Clarice Lispector amada-idolatrada por leitores intelectuais e existencialistas, mas, sejamos sinceros, que assusta a maioria. Essa possível repulsa, porém, nunca anulará um milésimo de sua força literária. O mesmo vale para você: agrada a poucos, mas tem uma força única.

Que felicidade o resultado desse teste... Ser uma obra de Clarice, ahhh não mereço tanto...

“Estou desorganizada porque perdi o que não precisava? Nesta minha nova covardia – a covardia é o que de mais novo já me aconteceu, é a minha maior aventura, essa minha covardia é um campo tão amplo que só a grande coragem me leva a aceitá-la –, na minha nova covardia, que é como acordar de manhã na casa de um estrangeiro, não sei se terei coragem de simplesmente ir. É difícil perder-se. É tão difícil que provavelmente arrumarei depressa um modo de me achar, mesmo que achar-me mesmo seja de novo a mentira que vivo.”
Clarice Lispector

4 comentários:

  1. Adoreeeeeeeeeeeeei o teste!

    tive o mesmo resultado q vc, mas tb o doidas e santas de Martha Medeiros. Os dois no mesmo resultado.
    muito bom!
    xero.

    ResponderExcluir
  2. Vc é meu amigo alado de coração dançarino e não há Clarice que me tire isso...rsrs

    Fiz esse trem e olha o que deu...sou eu...sempre


    Antologia poética", de Carlos Drummond de Andrade

    "O primeiro amor passou / O segundo amor passou / O terceiro amor passou / Mas o coração continua". Estes versos tocam você, pois você também observa a vida poeticamente. E não são só os sentimentos que te inspiram. Pequenas experiências do cotidiano – aquela moça que passa correndo com o buquê de flores, o vizinho que cantarola ao buscar o jornal na porta – emocionam você. Seu olhar é doce, mas também perspicaz.

    ResponderExcluir
  3. Muito legal o teste, o meu deu tres livros,hehe. Fato que comprova minha bipolaridade.

    A paixão segundo GH. Clarice Lispector
    O alquimista- Paulo Coelho
    Doidas e santas - Martha Medeiros.

    abç

    ResponderExcluir
  4. Getúlio,

    já, eu, seria "O Grande Mentecapto" de Fernando Sabino, que li aos 15 anos, e reli mais 2 vezes, e vi o filme.

    minha ingenuidade não tem cura.

    ResponderExcluir